segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Eu li

Deu no HN/Goiânia Cargo extinto
Por: Suely Arantes
Governador Alcides Rodrigues assinou decreto extinguindo os cargos de assessoramento jurídico existentes nos quadros da administração direta, na forma do artigo 84 da Constituição Federal. Com isso, somente a Procuradoria-Geral do Estado exercerá a função de consultoria jurídica no âmbito dos órgãos do Executivo.

Deu no fio Direto Mabel pode ser o escolhido de Alcides para encabeçar chapa
Por:Tainá Borela/DM

Sandro Mabel passou a ser a bola da vez para ocupar a vaga de candidato a governador pela chamada terceira via, articulada dia e noite pelo governador Alcides Rodrigues (PP). A constatação do núcleo duro do Palácio das Esmeraldas é que Ronaldo Caiado (DEM) e Jorcelino Braga (PP) não agregam como o homem das bolachas. Sandro reuniria o próprio PR que comanda, o PP de Alcides e Cia, o DEM de Caiado e Demóstenes, o PSB de Barbosa Neto, o PTN de Francisco Gedda e um punhado de outras siglas nanicas que seriam atraídas pelo poder de sedução do governo. Com isso, conseguiria um baita tempo na TV e embolaria a disputa hoje polarizada entre Iris Rezende (PMDB) e Marconi Perillo (PSDB). Até agora Alcides não deu sinais de quem será o preferido, mas já articula com os aliados o melhor candidato para derrotar os tucanos Caiado, que espera a decisão do pepista, pode se decepcionar com a escolha. No mês passado, o democrata declarou sua vontade de ser governador na chapa alcidista. Resta saber se as bases vão engolir o prato feito e se Sandro topará trocar um mandato federal garantido pela aventura da terceira via.

Twitter é a nova tribuna de Marconi para debate político
O Twitter de Marconi Perillo bombou no final da semana. Ele fez posts quentes, respondeu Dilma Rousseff sobre o imbróglio da paralisação de obras no Aeroporto Santa Genoveva e cutucou Iris Rezende. No bate-rebate sobre o aeroporto, o tucano ganhou mídia para bombardear o governo federal. A ministra deu uma oportunidade de ouro para o tucano, que soube aproveitar a ocasião e avançou.
• Marconi twittou também a respeito do funcionalismo público. Disse que o servidor não pode ser colocado como bode expiatório da crise do Estado. Além de informar sobre a maratona de atividades no interior de Goiás numa movimentada agenda, o Twitter do senador marcou principalmente pelos recados políticos, quando registrou que tem respeito e gratidão pelo PP e que espera a união da base.
• Com o acirramento da campanha, a tendência agora é que Marconi passe a utilizar com mais frequência o microblog para marcar posições e responder críticas. E pelo estilo usado, vai pegar fogo.
Radar

Emissários do governador Alcides Rodrigues sondaram conselheiros do TCE a respeito de datas de aposentadorias.

Deu no Giro/O Popular Reforma na política salarial dá ainda mais poderes à Fazenda
Por:CARLOS EDUARDO RECHE
A proposta de reforma na política salarial apresentada na quarta-feira pelo governo estadual à Assembleia Legislativa infla ainda mais os poderes da Secretaria da Fazenda na gestão de Alcides Rodrigues (PP). No novo modelo de gestão que prevê a padronização das políticas salariais, a Fazenda passaria, segundo a proposta, a “coordenar junto às demais pastas, autarquias e fundações, o planejamento e a autorização da concessão de férias e licença-prêmio para o servidores”, a “avaliar a criação e alteração de cargos e carreiras” e a “elaborar e administrar o Processo de Certificação Ocupacional”. Na prática, a Fazenda, comandada por Jorcelino Braga, já centraliza as providências em torno da folha, mas a proposta de lei complementar – que está em fase de debate e ainda não foi apresentada formalmente – reforça e amplia os poderes da pasta. O texto diz ainda que todas as unidades administrativas responsáveis pela folha ficam sujeitas ao poder de veto da Secretaria.
Thiago: “PSDB é que faz uso da máquina”

Do deputado estadual Thiago Peixoto sobre as críticas do tucano Leonardo Vilela ao PMDB: “O PSDB é que sempre foi o grande especialista no uso da máquina pública em eleições. Tanto que estamos pagando o preço até hoje pela ação irresponsável do partido no governo. O próprio Leonardo foi cooptado pela máquina do governo Marconi Perillo (1999-2006) e trocou o PP de Alcides pelo PSDB”.

Deu em O Popular Comando do PDT é alvo de disputa
Flávia e George morais, que acabam de se filiar, tentam tirar partido das mãos de Euler e Isaura
Por:Bruno Rocha Lima
Dois conhecidos casais da política goiana estão em rota de colisão. Antes mesmo de conseguirem oficializar no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a filiação ao PDT, a secretária estadual de Cidadania, Flávia Morais, e seu marido, o ex-prefeito de Trindade George Morais, começam a articular a tomada do comando da sigla, hoje nas mãos da deputada estadual Isaura Lemos, presidente regional do PDT, e do ex-vereador Euler Ivo, presidente do diretório metropolitano.