quarta-feira, 28 de outubro de 2009

RAPIDINHAS DO TOLER

Bilhete azul
O advogado Edmar Perillo, tio de Marconi, foi demitido ontem da OVG.
Retorno

Daniel Messac (PSDB) está de volta à Assembleia Legislativa, depois de dois anos licenciado para ocupar uma secretaria extraordinária do governo. Sua vaga foi ocupada nos últimos meses pela suplente Laudeni Lemos, neo-pepista.

Marca do pênalti
Como Messac também é suplente, pode desocupar a cadeira até abril, assim como Júlio da Retífica e Evandro Magal. É que os titulares Ernesto Roller, Flávia Morais e Túlio Isac terão de deixar os cargos que ocupam no governo para as eleições de 2010.

Transmissor - Rádio Brasil Central / Goiânia
O jornalista e presidente da Agência Goiana de Comunicação (Agecom), Marcus Vinícius Felipe (foto), foi ontem ao Morro do Mendanha para conhecer o novo transmissor da RBC FM, que começa a ser instalado. O equipamento vai substituir o antigo, de 1983, e oferecer um som mais limpo para os ouvintes da emissora.

Cúpula do PP planeja intervenção em diretórios “rebeldes”
Há indícios de que o presidente estadual do PP, Sérgio Caiado, examina com uma lupa de grande potência a relação de prefeitos e de líderes do partido em cada município. O objetivo é estabelecer o grau de fidelidade de cada um, em uma eventual disputa convencional, no ano que vem, para definir a postura pepista nas eleições. Onde não houver confiabilidade, será decretada intervenção e nomeada uma comissão provisória leal ao Palácio das Esmeraldas.
Sérgio, que acumula função de secretário Estadual de Infraestrutura, evitou dizer a palavra intervenção e aproveitou para destilar ironia quando questionado pela coluna. “Os diretórios entenderam que vamos lançar candidato. Daqui a três meses, todos estarão redondos”, disse, já com a previsão favorável ao seu grupo que reluta caminhar ao lado do PSDB.
De acordo com Sérgio Caiado, o comando do partido em cada município deve ser renovado até o começo do ano, “naturalmente”, o que evitaria medidas mais drásticas. Isso explica a harmonia prevista por ele. Tal atitude pode provocar uma rebelião dentro do PP, o que deve se tornar um verdadeiro campo de guerra. A maioria pepista deseja união com o senador Marconi Perillo (PSDB), mas terá que vencer a minoria, que detém o poder.
Fonte: Fio Direto/DM
Deputada Betinha Tejota e secretária Flávia entregam 250 passaportes
A deputada Betinha Tejota entregou 250 passaportes do idoso em São Miguel do Araguaia, região norte do Estado. Ao lado da secretária Flávia Morais e do prefeito Ademir Cardoso, Betinha visitou pessoas beneficiadas por outros programas sociais do governo estadual no município. O passaporte do idoso teve destaque porque favoreceu mais idosos com o benefício que permite pra quem tem mais de 65 anos de idade, residentes em Goiás e que têm renda familiar mensal de até três salários mínimos, realizar até quatro viagens gratuitas por mês dentro de Goiás, com transporte gratuito em viagens dentro do Estado.

Fonte:Coluna café da manha

Krebs exige quebra de sigilo e lança desafio contra advogado
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o endividamento da Celg na Assembleia Legislativa tem incitado confrontos que vão além das versões conflituosas de governos que geriram a estatal. O duelo agora se dá entre o promotor de Justiça Fernando Krebs e o advogado Adilson Ramos Júnior. Ambos já depuseram à CPI.
O advogado afirmou que o Ministério Público, que move ações por improbidade administrativa contra o escritório em que atua, em razão de contratos firmados com dispensa de licitação com a estatal, age por motivações político-partidárias. A resposta de Krebs veio em forma de desafio. “Está lançado. Se quebrarmos o sigilo bancário dele e não encontrarmos nenhuma irregularidade, eu renuncio à promotoria.”
A quebra de sigilo bancário e fiscal de dois escritórios de advocacia contratados pela Celg – Alcimar de Almeida Advogados Associados e Ramos Advocacia, representado por Adilson – já havia sido defendida pelo promotor na segunda-feira (26), em depoimento na Assembleia. O argumento é o de que a quebra permitiria rastrear o destino de recursos provenientes do cofre público. Segundo o MP, os dois escritórios receberam da Celg R$ 44 milhões. Krebs chegou a provocar. “Quem não deve, não teme”. O desafio lançado ontem em conversa com DM evidencia convicção do promotor em relação à existência de irregularidades – ou, menos provável, disposição em deixar o cargo.
No dia seguinte, em depoimento, o advogado disse não ter nada a temer. Apesar do discurso tranquilo, rejeita realização à quebra do sigilo. Membro-titular da CPI, o deputado José Nelto (PMDB) diz ter informações de que a Ramos Advocacia dividiu R$ 17 milhões dos honorários com diretores da Celg.
Os depoimentos à CPI da Celg trouxeram à tona o jogo de acusações de ambos os lados. Na ação contra o advogado, que está na 1ª Vara da Fazenda Pública, o MP pede bloqueio de bens de Adilson. O advogado, por sua vez, levantou suspeição que Krebs agiu movido por interesses políticos. Segundo ele, a suspeição está sob análise da Corregedoria-Geral do MP. Krebs afirmou ontem que todas as suspeições foram julgadas improcedentes pela Corregedoria do MP.

Os “pês”
Krebs utilizou o histórico de atuação à frente da 57ª Promotoria de Goiânia para refutar as insinuações do advogado Adilson Júnior de que esteja agindo sob motivações político-partidárias. “Já processei na promotoria o prefeito Iris Rezende (PMDB), Marconi Perillo (senador-PSDB), Neyde Aparecida (secretária municipal-PT), Delúbio Soares (ex-PT), Pedro Canedo (PP), Evandro Magal (PP)... gente de todos os “pês” da vida. O MP não age politicamente e muito menos esse promotor que vos fala.”
Ele admite que não é a primeira vez que o MP ouve esse tipo de insinuação, mas destaca que ela geralmente parte dos políticos. “Normalmente, são os políticos que acusam o MP de agir politicamente.” Bate na tecla da isenção, e atribui a declaração à estratégia para desviar o foco das denúncias sobre ele próprio. “Em vez de fazer defesa técnica, preferiu partir para ataque pessoal.”
Fonte:DM

Gastança em setores do governo de Goiás

UEG
Biss Inn hotel - 182 mil
Restaurante Barriga Cheia - 39 mil

SECRETARIA DE CIDADANIA

Restaurantes (vários) 1 milhão 285 mil

GOVERNADORIA (devo divulgar ainda hoje, na segunda participação)

Pazzini Som, Luz, Festas 656 mil
Nuclear Shows Pirotécnicos - 141 mil

FUNDAÇÃO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL
Doce Maior - 44 mil
City Tour - 24 mil
Icone Eventos - 146 mil
R.Chaer Eventos - 23 mil
Staff Eventos - 33 mil
VB Script Eventos - 13 mil

FUNDO DE FOMENTO À MINERAÇÃO
Logos Propaganda - 300 mil

SECRETARIA DA POLÍTICA DA MULHER E IGUALDADE RACIAL
Doce Maior - 17 mil
FJ Produções - 323 mil (também não divulgado)
Fonte: Jornalista Afonso Lopes

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

ACREDITO NA DEMOCRACIA

A democracia agradece I.

Nesta semana estive conversando com o Vereador Silvestre Leal (PMDB). Fiquei impressionado com a observação feita por ele, ao se referir às publicações feitas no blog, deixando claro a valia delas para a democracia em nossa cidade. Ele está em seu primeiro mandato, e mesmo sendo novo no meio político, já é digno de elogios por minha parte. Já fiz duras críticas ao Vereador, e ele as recebeu como fator principal para seu crescimento. Pena que nem todos os vereadores e aliados do poder executivo partilhem da mesma opinião que ele.

A democracia agradece II.

Outro que me impressionou foi o Prefeito José Osvaldo(PSDB). Encontramos-nos no Aeroporto de Uruaçu. Ele fez questão de vir ao meu encontro e cumprimentar-me, agradeceu-me pelas minhas publicações no blog, e ainda destacou sobre a importância de termos uma imprensa livre e democrática, onde as observações feitas têm cunho político, crítico e que servem para ajudar corrigir alguns itens necessários para uma administração voltada para o bem estar da comunidade.

Autor do Blog.

Infelizmente algumas pessoas criam o imaginário negativo em relação ao autor do blog. Não sou contra a oposição e nem a situação, mas sim a favor de Porangatu. Não tenho nem um inimigo. Infelizmente fui mal interpretado por algumas pessoas que gratuitamente passaram a me odiar. Mas, fazer o quê, nem Jesus Cristo, agradou a todos.

Sou apenas um profissional de comunicação com 20 anos de carreira, e que nunca, se auto- promoveu em trocar de benefício pessoal. Acredito na democracia, e espero que os que não gostam de ser criticados, busque o conhecimento, pois assim se libertará do autoritarismo, repudiado na sociedade do século XXI.


Temos necessidade ao mesmo tempo de reanimar o pensamento crítico e a imaginação política. O pensamento crítico não é o verdadeiro sempre negativo sobre o presente, em benefício da nostalgia das soluções mitológicas do passado; a imaginação não é a edificação de um modelo de sociedade projetado para o futuro. O pensamento crítico comporta necessariamente uma parte autocrítica e conduz aos problemas de fundo. A imaginação tem por tarefa inventar um possível, mesmo se ele é hoje improvável. Os dois estão legados: a crítica chama a imaginação e a imaginação chama a crítica.

O Estado Democrático de Direito vive, portanto, uma grave crise, que é aprofundada pelos efeitos da globalização, isto é um fato. Mas, essa crise não permite aos apocalípticos de plantão afirmar, igualmente, que a democracia, e o próprio Estado, chegaram ao seu fim.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

NÃO SUMI

Muita gente perguntando sobre o blog. Não sumi não, to ligado nos bastidores da política, afinal de contas ano que vem tem eleições.

2012, passa por 2010. As próximas eleições vão desenhar o quadro da eleição municipal.. Estou fazendo meus contatos políticos e na área de comunicação.

Acompanhe diariamente as postagens no www.twitter.com/marcelotoler

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

SAIBA QUEM É O GIGOLÔ DA ÉTICA ALHEIA.

Roberto Freire, Presidente Nacional do PPS, vira aspone de Kassab

Até Ricardo Noblat, colunista do jornal O Globo, registrou o fato curioso no seu blog, replicando um artigo de José Dirceu intitulado Roberto Freire recebe jetons da prefeitura. Ele informa que o ''presidente nacional do PPS, que posa e gosta de se apresentar como paladino da moralidade no país, recebe jetons no valor de R$ 12 mil mensais da prefeitura de São Paulo pela participação em dois conselhos municipais - Empresa Municipal de Urbanização (Emurb) e SP-Turismo... O conselheiro assina atas de reuniões a que não comparece, com o agravante de que é integrante da turma do falso moralismo, da turma dos gigolôs da ética alheia''

A denúncia apareceu primeiro no Jornal da Tarde, no final de janeiro, num texto de Fábio Leite. Ele revelou que Roberto Freire é uma das 58 pessoas beneficiadas pela política de contratação de ''conselheiros'', implantada em 2005 na gestão do José Serra, atual governador e o presidenciável preferido das elites. Reeleito, o demo Gilberto Kassab, pau-mandado do tucano, manteve o jetom do chefão do PPS. O texto do JT afirma que esta ''bondade administrativa'' visa acolher aliados e engordar os salários dos secretários municipais. Apesar da gravidade da denúncia, que lembra o tal ''mensalão'', as emissoras de televisão e os jornalões não fizeram qualquer alarde, outra prova de que a mídia está totalmente engajada no retorno do bloco liberal-conservador ao poder.

A formalidade da fusão PPS-PSDB

O ex-deputado federal e atual presidente do PPS tem sido muito paparicado por tucanos e demos. Desde o final dos anos 80, quando da desintegração do bloco soviético, ele acelerou sua guinada à direita, convertendo-se num apologista do capitalismo. Após implodir o antigo ''partidão'', ele virou líder do governo neoliberal de FHC e um expoente do projeto de privatização e desmonte do Estado. No governo Lula, tornou-se um raivoso opositor, posando de vestal da ética. Chegou a defender o impeachment do presidente, acusando-o de estar metido no escândalo do mensalão - logo ele que, ironicamente, recebe jetons da prefeitura paulistana e reside em Pernambuco.

Essa conversão direitista desidratou o PPS, partido que Roberto Freire comanda como um velho coronel. Nas eleições de 2008, este agrupamento híbrido sofreu as maiores baixas, perdendo 188 prefeituras e milhares de vereadores.

Diante do baque, Freire passou a defender a extinção do PPS e o seu ingresso no PSDB, vestindo de vez a roupagem tucana. Em novembro passado, José Serra fez o convite formal para a adesão, num jantar em Brasília oferecido à cúpula ''socialista''. Ficou acertado que os dois partidos deverão se fundir até o final do primeiro semestre deste ano. ''O PPS conversa há muito tempo com o PSDB. Precisamos montar um agrupamento político forte para a era pós-Lula'', relatou, na ocasião, o deputado Nelson Proença, seguidor de Freire.

Escândalo e indignação nas bases

Segundo Pedro Venceslau, num artigo para revista Fórum intitulado ''tucanos de bico vermelho'', a fusão não terá maior impacto no mundo político. ''Na prática, não passa de mera formalidade. Desde a eleição de Lula, os dois partidos mantêm relação para lá de carnal. Indignam-se juntos e assinam notas, manifestos e repúdios, em geral ao lado do DEM, sempre que surge um gancho contra o governo federal''. Mas, com base nas sondagens do jornalista, a fusão deverá produzir abalos no interior do PPS. Setores que ainda se identificam com a esquerda estão muito inquietos com a perda total de autonomia da legenda que ainda conserva o ''socialismo'' no nome.

A ex-candidata à prefeita do partido, Sonia Francine, já havia sido cooptada por Gilberto Kassab para a subprefeitura da Cidade Tiradentes. Agora, é o próprio Roberto Freire que vira aspone do prefeito demo. Se a mídia fosse isenta, o escândalo seria devastador. Afinal, os 58 ''conselheiros'' causam um rombo de R$ 4,17 milhões aos cofres públicos. Os jetons elevam, de forma ilegal, os salários de 15 secretários municipais e bancam aliados políticos que nem sequer moram em São Paulo. Diante destas maracutaias, será difícil manter o falso discurso da ética. Os militantes mais sadios do PPS devem, realmente, ficar indignados. Do contrário, jogarão o seu passado no lixo.

Fonte: Altamiro Borges, em O Vermelho
http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/altamiro-borges-roberto-freire-vira-aspone-de-kassab/